Negócios de Costura/Criativo

Olá artesãos e costureiras!

Quando pretendemos montar um negócio, ainda que seja um micro negócio, daqueles que muitas vezes começam em casa mesmo, ficamos as vezes perdidos, sem sabermos por onde começar, o que fazer, o que comprar primeiro, como precificar, onde vender e por aí vai… Ufa, muita coisa, nê?! Muitas pessoas desistem antes mesmos de começarem, justamente por estarem perdidos no meios desses dilemas. Mas com conhecimento e força de vontade, você conseguirá alcançar o seu objetivo. E se você chegou até aqui, é porque está no caminho certo! Conhecer o essencial antes de empreender é muito importante.

Resumidamente, vou citar alguns tópicos importantes para construção e desenvolvimento de um negócio de costura criativa em casa.

1- Estrutura física

É muito importante ter um lugar específico para o seu negócio de costura. Se você não possui condições financeiras para alugar um lugar e instalar seu ateliê, reserve um cômodo ou até mesmo um cantinho em algum lugar da casa, de preferência sem muita movimentação. Não misturar os ambientes é muito importante.

2- Horário

Caso seu negócio de costura seja em casa, determine um horário diário para seu negócio. E dentro desse tempo, divida as tarefas relacionadas ao seu negócio. Como por exemplo: Horário para produção, precificação, divulgação, pesquisa de mercado e etc. Isso pode ser feito em determinado horários do dia ou dias da semana.

3- Qualidade dos produtos

Prefira sempre bons materiais e preze sempre pelo melhor acabamento. Ainda que isso influencie no preço do seu produto. Lembre-se  que o cliente tem sido cada vez mais exigente e você precisa se destacar da concorrência.

4- Faça anotações

É muito importante anotar tudo! Caso você não possua uma planilha, faça isso em um caderno, mas faça. Desde da despesa do transporte para compra de matéria prima até uma água que você bebeu no trajeto. Em questão de negócios, todo despesa precisa ser identificada.

5- Precificação correta

Você conhece criativos que produzem peças lindíssimas, tem uma boa divulgação, vende muito, maaaas, não vê lucro???  Pois é, o problema está em não saber precificar da maneira correta. Muitos artesãos ou costureiras, equivocados sobre o assunto, pensam que o valor cobrado em suas peças é o resultado do que ela gastou de matéria-prima para produzir uma peça + o valor que ela considera mão de obra.

Mas existem muito mais coisas envolvidas na precificação de um produto. como por exemplo:

📌 Custo fixo

📌 Custo variado

📌 Pró labore

📌 Lucro

Todos os valores representados por esses itens, precisam ser fracionados para que se descubra o valor final que será cobrado ao consumidor.

6- Divulgação

Por vivermos em  um mundo globalizado e conectado, só não tira proveito disso o empreendedor que está desinformado sobre o poder e importância que a internet tem para qualquer negócio. Você já deve ter ouvido essa frase: “Propaganda é a alma do negócio.” E o melhor de tudo, é saber que o marketing do seu negócio pode ser feito totalmente gratuito, mas com tanta eficácia quanto o marketing pago. E isso é possível,  graças as redes sociais. E que inclusive, pensando nas empresas, tem disponibilizado perfis comerciais, e isso é fantástico para o seu negócio.

7- Vendas

Como seu cliente vai efetuar a compra do seu produto depois de ter visto sua propaganda? Isso poderá ser feito de várias formas: loja virtual, marketplaces, depósito e transferência bancária, débito e crédito de forma física com maquininhas e virtuais, através de e-mail e rede sociais. Enfim, Existem muitas maneiras de efetuar uma venda, e o canal escolhido por você vai depender da estrutura de seu negócio. Se ainda está no início, aconselho escolher métodos que não gerarão despesas, como tarifas. A não ser que isso ocorra somente após a venda.

 

Guia negócio de Costura em casa